Número de eleitores brasileiros na Europa cresce quase 70% em 2022

Majoritariamente feminino, nível de escolaridade elevado e entre 25 e 49 anos. Este é o perfil principal dos eleitores brasileiros que estarão indo às urnas, no Exterior, para escolher o futuro presidente do Brasil no próximo dia 2 de outubro. A um mês das eleições, cujo primeiro turno está marcado para o dia 2 de outubro, 307 mil eleitores estão aptos a votar no continente europeu. O número representa um aumento de quase 67% em relação ao pleito passado, em 2018, quando 184 mil residentes europeus participaram do processo eleitoral brasileiro.

Pela primeira vez, Lisboa será o maior colégio eleitoral brasileiro na Europa, com 15% – 45,2 mil pessoas – de todos os votantes no velho continente. Até então, o posto era ocupado pela capital inglesa, Londres, que agora contará com 34,5 mil eleitores, ou 11% do eleitorado total na Europa.

Embora Lisboa tenha o crescido em relação ao número de eleitores, entre 2018 e 2022, nenhuma cidade europeia registrou maior aumento do que a capital irlandesa. Há quatro anos, Dublin contabilizava 2,1 mil eleitores brasileiros. Agora, em 2022, esse número aumentou quase sete vezes. Ao todo 11.946 pessoas vão às urnas em uma sessão eleitoral na capital da Irlanda. Na tabela abaixo, é possível ver o número de eleitores em cada uma das cidades eleitorais europeias.

Neste ano, a Europa contará com 44% de todos os eleitores brasileiros no Exterior, que somam 697 mil ao todo. No Brasil, 155.756.933 votantes estão aptos a votar no próximo mês de outubro.

Perfil do eleitor no Exterior

Nas próximas eleições, 408 mil mulheres vão votar no Exterior, contra 289 mil homens. A proporção de 59% para 41% deste ano e praticamente a mesma de 2018, quando 58% das votantes fora do país eram mulheres e, 42%, homens.

O eleitor brasileiros que reside e vota no Exterior possui um nível de escolaridade significativamente dos votantes que residem no Brasil. Fora do país, 42% das pessoas que vão às urnas possuem ensino susperior completo, quanto, no Brasil, essa taxa é de 11%.

O grupo etário que vai dos 25 aos 49 anos representa seis em cada dez eleitores que vão às urnas fora do Brasil, neste ano. Esse grupo etário responde por 62% de todos os eleitores no Exterior.

Veja o número de eleitores em cada município eleitoral na Europa

Compartilhar