Europa tem quatro dos cinco países mais seguros do mundo

Islândia segue na primeira posição do ranking. Foto: Canva


Quatro dos cinco países mais seguros do mundo estão localizados no continente europeu. É o que aponta o relatório Global Peace Index 2021, promovido pelo Institute for Economics & Peace, divulgado nesta quinta-feira (17).  A Islândia mantém a posição de nação mais segura de todo o planeta. De fora da Europa, apenas a Nova Zelândia está entre os cinco países mais seguros, ocupando a vice-liderança no relatório deste ano.

Em terceiro lugar, está a Dinamarca, subindo duas posições na comparação com o ano passado. Na sequência, Portugal ocupa o quarto lugar. O Estado-membro da União Europeia (UE) recuou na lista, uma vez que estava no top três em 2020. A Eslovênia, que ocupava a décima posição no ano passado, agora está em quinto no ranking.

Além de ter quatro dos cinco primeiros países, a Europa também lidera no top 10. A Áustria está em sexto lugar, caindo duas posições na comparação com 2020. Na sequência, vem a Suíça, que ocupava em nono lugar no ano passado.

Na oitava posição está a Irlanda, que passou a figurar entre as 10 nações mais seguras do mundo em 2021. No relatório anterior, a ilha estava em 11° lugar. Para completar, a República Tcheca, que perdeu uma posição na comparação com o ano passado, está em nono lugar. O top 10 é fechado com o Canadá, que junto com a Nova Zelândia, são os únicos países de fora do Velho Continente a estarem nos primeiros lugares.

Repercussão do relatório

Após a divulgação do documento, Portugal celebrou a atual posição. Em nota divulgada à imprensa, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, afirmou estar entre os países mais seguros do mundo é “ativo para a qualidade de vida dos portugueses”

O ministro lembrou que esse também é um fator importante para receber turistas: “A segurança é hoje um fator decisivo para a captação de investimento, para a captação dos turistas que esperamos voltar a ter, para o reforço da imagem global do país”, ressaltou Cabrita. Nas últimas semanas, o país voltou a reabrir as fronteiras para turistas, além de anunciar um plano de investimento no setor no valor de seis bilhões de euros. 

O ranking

O documento analisou os índices de criminalidade de 163 países. No geral, a conclusão do relatório é que foi mantida uma tendência de “deterioração” da paz, causadas por conflitos e crises. O Institute for Economics & Peace ainda pontua que a pandemia de Covid-19 pode criar “uma nova onda de tensão e incertezas”. O índice completo pode ser conferido aqui.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.