1° Turno na Europa: Lula vence em 35 de 36 cidades e abstenção é de 50,77%

Com a colaboração de Daiane Vivatti.

Menos da metade dos brasileiros aptos a votar, que residem na Europa, saíram de casa para escolher o presidente que irá governar o Brasil pelos próximos quatro anos. Nesse domingo, 130 mil eleitores foram às urnas em 36 cidades (40 locais) do continente europeu, cujo número de votantes elegíveis é de 284,8 mil pessoas. A taxa de abstenção no 1° turno do pleito ficou em 50,77%. O candidato petista, Luiz Inácio Lula da Silva, venceu em 35 municípios europeus; Jair Messias Bolsonaro, do Partido Liberal (PL), em apenas um (veja abaixo).

Em números absolutos, Lula conseguiu fazer mais do que o dobro de votos do principal oponente. O petista conquistou a confiança de 79.398 eleitores das 36 cidades. Bolsonaro obteve 34.057 votos. Considerando o total de votos válidos no continente europeu, 126,6 mil, Lula obteve 63% deles. Já o o atual presidente, 27%.

A cidade em que o candidato petista obteve a maior porcentagem dos votos foi Budapeste. Na capital húngara, Lula conquistou 80,89% dos eleitores, e Bolsonaro, 11,86%.

Já o candidato do Partido Liberal obteve a porcentagem mais alta em Atenas, única cidade em que conquistou mais votos do que Lula. Com 205 eleitores conquistados, Bolsonaro somou 46,91% dos votos, enquanto Lula, 37,53% (164 votos).

Em termos absolutos, Lula recebeu 11.958 votos (61,58%) na capital portuguesa, Lisboa, que é também o maior colégio eleitoral brasileiro na Europa. A cidade também somou o maior número de votantes para Bolsonaro, 5.939, mas que representaram apenas 30,58% dos eleitores da cidade.

Veja os votos de Lula e Bolsonaro por cidade na Europa

Até o momento da publicação desta reportagem, três cidades ainda não estavam com 100% das urnas apuradas: Berlim (94.12%), Lisboa (98,28%) e Porto (97,44%).

Compartilhar