Itália volta a aceitar estudantes do Brasil

Estudantes do Brasil poderão chegar antes do início do ano letivo na Itália. Foto: Canva


A Itália vai voltar a aceitar estudantes do Brasil com visto. A permissão, que entra em vigor no dia 31 de agosto, foi assinada em documento oficial pelo ministro da Saúde italiano, Roberto Speranza. Apesar das flexibilizações, a proibição para turistas que saem do Brasil segue em vigor. As novas regras são válidas até o dia 25 de outubro.

O governo também permite que estrangeiros com residência fixa anterior ao mês de fevereiro entrem na Itália, além de pessoas para encontrar filhos menores e cônjuges. Para os passageiros autorizados, é necessário que não apresentem sintomas de Covid-19 e tenham um exame negativo para o vírus antes do embarque e outro na chegada ao aeroporto. 

A quarentena de 14 dias também é obrigatória. O local do isolamento pode ser escolhido pelo viajante e deve constar em um formulário disponível no site do governo. Pelas regras oficiais da Itália, não há distinção para passageiros do Brasil que tenham sido vacinados. 

Por enquanto, as pessoas que possuem a entrada autorizada precisam realizar escalas para chegar ao território italiano, já que as companhias aéreas que realizam a rota do Brasil à Itália ainda não anunciaram a volta dos voos direitos. A Alitalia, principal companhia italiana, cancelou as passagens para todos os destinos após 15 de outubro, e as operações da antiga empresa aérea foram assumidas pela recém criada ITA.

Países europeus liberam estudantes às vésperas do ano letivo

A Itália se soma à lista de países que revisaram as medidas a tempo do início do ano letivo europeu. Desde maio, centenas de estudantes do Brasil iniciaram movimentos que reivindicavam a autorização de entrada, para que não perdessem oportunidades de estudo.

Nas últimas semanas, a França, Espanha, Bélgica e Alemanha passaram a aceitar a entrada dos estudantes brasileiros e voltaram a emitir vistos. Outro país que está em processo de revisão das regras é a Irlanda. O governo irlandês deve anunciar a decisão no dia 31 de agosto, data em que serão reveladas as medidas da última etapa de reabertura.

Compartilhar

3 Comments

Não é possível deixar seu comentário no momento.