Irlanda tem maior número de casos de Covid-19 desde janeiro deste ano


A Irlanda registrou, nesta terça-feira (2), 3.726 novos casos de Covid-19. Segundo o Serviço Nacional de Saúde (HSE, sigla em inglês), esse é o maior número desde 14 de janeiro deste ano, quando foram reportadas 3.955 infecções por coronavírus. O recorde máximo continua sendo 8 de janeiro deste ano, data em que o país teve 8.248 pessoas infectadas.

Nesta semana, também houve aumento de 18% na incidência da doença, conforme destacou o HSE por meio de comunicado. Atualmente, estão hospitalizadas 493 pessoas, sendo que 90 são de casos graves em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). O doutor Tony Holohan, diretor médico do Departamento de Saúde, declarou que a “Covid-19 está circulando amplamente em nossa comunidade, mas temos as ferramentas para limitar sua disseminação”, declarou em comunicado.

O especialista enfatizou ainda a eficácia das vacinas contra o vírus e passou uma mensagem direcionada às pessoas não imunizadas: “Sabemos que a vacinação é muito bem-sucedida na prevenção de doenças graves e hospitalização e exorto qualquer pessoa que ainda precise obter sua vacina contra a Covid-19 a fazê-lo”, ressaltou o médico.

Ao mesmo tempo, o especialista ressaltou que, mesmo imunizadas, as pessoas precisam ter cuidados. Holohan citou as medidas básicas como lavar as mãos, abrir as janelas, usar as máscaras e ficar em casa quando houver algum sintoma da doença: “Essas medidas simples são muito bem-sucedidas em quebrar as cadeias de transmissão”, complementou o diretor, que convidou toda a população a praticar os conselhos para manter a “a comunidade segura”.

O aumento no número de casos ocorre após uma nova fase de alívio das restrições na Irlanda. O país reabriu as casas noturnas e retirou os limites de público para eventos em locais abertos, como estádios de futebol ou concertos.  A reabertura de atividades na Ilha começou no fim de outubro, quando 90% da população já estava vacinada contra o vírus, com ao menos uma dose dos imunizantes. Atualmente, 88% da dos residentes da ilha estão totalmente vacinados contra a Covid-19, o que significa que este grupo de pessoas já recebeu as duas doses das vacinas ou apenas uma, no caso do imunizante da Janssen.

O ministro da Saúde, Stephen Donnelly, solicitou ao Parlamento que o país prolongue por mais três meses o estado de emergência que permite ao governo determinar novas medidas: “Como a incidência da doença é muito alta e está aumentando, devemos manter nossa guarda, incluindo esses poderes”, disse o ministro em publicação no Twitter.

Compartilhar