Holanda estende restrições por mais um mês e antecipa férias de Natal

Medidas de restrição, como o fechamento mais cedo do comércio, seguem até 14 de janeiro. Foto: Canva


A Holanda estendeu até 14 de janeiro as atuais restrições para conter a Covid-19 no país. O governo fez o anúncio oficial na noite desta terça-feira (14). Segundo o primeiro-ministro, Mark Rutte, a variante Ômicron “é motivo de preocupação e cautela”. Além de estender as medidas, as autoridades holandesas decidiram antecipar em uma semana as férias escolares de Natal.

“Foi uma escolha muito difícil, mas infelizmente tivemos que decidir fechar as escolas por causa das preocupações com a variante Ômicron”, destaca Arie Slob, o ministro da Educação. As instituições serão reabertas no dia 10 de janeiro. No entanto, os locais ficarão abertos “para atendimento de emergência para crianças vulneráveis ​​e filhos de pais com uma profissão crucial”, esclarece o comunicado oficial.

De acordo com o governo, as medidas serão revistas no dia 14 de janeiro. “Os efeitos das medidas e dos nossos esforços conjuntos são, portanto, visíveis. Mas, enquanto os hospitais estiverem lotados e os tratamentos e cirurgias regulares forem adiados, devemos continuar a reprimir o vírus”, pontua o documento.

Entre as atuais restrições, que permanecem em vigor por mais um mês, está o encerramento do comércio não essencial às 17h e de mercados, farmácias e outros locais considerados essenciais às 20h. O governo também anunciou hoje auxílios financeiros para os setores mais prejudicados com as restrições.

O setor cultural terá um investimento de 84,5 milhões de euros para empresas e trabalhadores independentes. Os demais empresários do país que também forem impactados com as medidas terão apoio de 4,4 bilhões de euros, divididos em uma série de programas. Segundo o comunicado do governo, os detalhes e as regras de funcionamento dos auxílios serão divulgados no início de janeiro.

Vacinação de reforço

Ainda foi anunciado nesta terça-feira que todas as pessoas com mais de 18 anos na Holanda poderão receber a terceira dose de vacina contra a Covid-19. A previsão é que o Ministério da Saúde conclua a vacinação até a segunda quinzena de janeiro. Atualmente, 85% da população holandesa está totalmente imunizada contra o vírus, conforme estatísticas oficiais.

O mesmo relatório indica que a média de novas infecções dos últimos sete dias é de 16.640, um aumento de 23,4% em relação ao período anterior. O número total de internações é de 2.210 pessoas, com uma média de 283 hospitalizações diárias nos últimos sete dias. Já os pacientes graves totalizam 634, com uma média de 50 admissões diárias em unidades de terapia intensiva.

Compartilhar

1 Comment

Comments are closed.