Comércio vai fechar mais cedo na Holanda para controlar Covid-19

A partir deste domingo (28) até o dia 19 de dezembro, entram em vigor novas medidas restritivas para controlar o avanço da Covid-19 na Holanda. O decreto, que vai manter as pessoas em casa ‘’o máximo possível’’, determina o fechamento do comércio às 17 horas.

Permanecerão abertas, até as 20h, somente as lojas de produtos essenciais, como supermercados e farmácias, além de consultórios médicos e escritórios de advocacia. O funcionamento das escolas não vai sofrer alteração, garante o governo. 

As regras pretendem evitar o colapso do sistema de saúde do país diante do crescimento do número de novos casos positivos e internações nos últimos dias. Neste sábado (27), o Ministério da Saúde reportou mais de 22 mil casos da doença em apenas 24 horas. Há duas semanas, o total foi de 13 mil.

A recomendação das autoridades é que máscaras sejam utilizadas em todos os locais. O distanciamento social também é obrigatório, mesmo com assentos marcados, o que deve diminuir a capacidade de lotação dos estabelecimentos, incluindo restaurantes e bares. Eventos esportivos e culturais estão permitidos, mas vão ocorrer sem público. 

O trabalho remoto segue fortemente recomendado nos Países Baixos, bem como a necessidade de autoteste com frequência, principalmente antes de realizar ou receber visitas em casa.

A fim de auxiliar os cidadãos afetados pelas restrições adotadas pela Holanda no último mês, o governo aprovou um pacote de auxílio econômico no valor de 2,2 bilhões de euros.

Compartilhar

2 Comments

Comments are closed.