Espanha inicia aplicação da dose de reforço para vacinados com Janssen

Quase dois milhões de pessoas que receberam a vacina da Janssen serão convocadas a receber uma dose de reforço. Foto: Canva

A partir desta segunda-feira (15), quase dois milhões de pessoas que receberam a dose única da vacina Janssen contra a Covid-19 na Espanha já podem agendar a aplicação de uma injeção extra de imunizante contra a doença. Segundo o Conselho Interritorial do Sistema Nacional de Saúde, formado pelo Ministério da Saúde e pelas comunidades autônomas, o reforço será com doses das vacinas Pfizer ou Moderna.

De acordo com as autoridades de saúde, a injeção deve ser aplicada, pelo menos, três meses depois da dose única da Janssen. Conforme o Ministério da Saúde espanhol, a decisão de aplicar uma dose extra aos vacinados com Janssen é baseada em um estudo que indica que a eficácia dessa vacina é menor do que a de outros laboratórios, como Pfizer, Moderna ou AstraZeneca. O documento oficial ainda cita que existem outros estudos internacionais que apontam o mesmo resultado.

A vacina da Janssen foi aplicada na Espanha, primeiramente, apenas nas pessoas maiores de 70 anos e depois a faixa etária foi ampliada para cidadãos a partir dos 40 anos de idade. Para agilizar o processo de imunização da população contra a Covid-19, a prioridade na aplicação da dose única foi dada aos coletivos mais vulneráveis, difíceis de serem localizados ou com difícil acessibilidade aos locais de vacinação, como moradores de rua, imigrantes em situação irregular e pessoas com problemas mentais graves, segundo dados do Ministério da Saúde.

Algumas comunidades já começaram a aplicar a dose de reforço

Cantábria, País Vasco e Andaluzia adiantaram a aplicação da dose extra da vacina para os imunizados com Janssen. Em Cantábria, já estão sendo chamados os trabalhadores com dificuldade de mobilidade. No País Vasco, a vacinação iniciou ainda no dia 8 de novembro. Em Andaluzia, diversas organizações não governamentais e serviços sociais estão auxiliando na convocação da população e aplicando a dose extra em unidades móveis espalhadas em diferentes cidades da comunidade autônoma e em centros de saúde. Os agricultores e as pessoas que trabalham nas plantações estão sendo priorizadas neste processo.

Em Madri, o primeiro grupo de vacinados com Janssen que receberão a dose extra a partir desta segunda-feira (15) será a população carcerária, seguida dos demais grupos. De acordo com o secretário de saúde da Comunidade de Madri, Enrique Escudero, a população que deve receber a injeção extra será avisada, previamente, sobre datas e locais de vacinação, principalmente os que se encontram em situação de vulnerabilidade ou com mobilidade reduzida.

Compartilhar

1 Comment

  • […] A injeção aplicação poderá ser feita 90 dias após a primeira vacina. As autoridades de saúde do país definiram que o reforço será com os imunizantes Moderna ou Pfizer-Biontech. De acordo com Freitas, cerca de 1 milhão de pessoas receberam a vacina Janssen em Portugal.  A diretora explicou que a decisão acompanha “estudos internacionais” que evidenciam a necessidade de reforçar a imunização. A mesma medida iniciou na vizinha Espanha nesta semana. […]

Não é possível deixar seu comentário no momento.