Espanha oferece ajuda sanitária ao Brasil para controle da Covid-19

Ministra espanhola visita Brasil para estreitar relações com o País. Foto: Ministério de Assuntos Exteriores


A Ministra espanhola de Assuntos Exteriores, União Europeia e Cooperação, Arancha González Laya, irá oferecer 7,5 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 para países da América Latina. A oferta dos imunizantes já havia sido proposta pelo próprio presidente do governo central, Pedro Sánchez, durante a realização da Cúpula Ibero-americana, em abril.

González Laya desembarcou no Brasil  nesta quinta-feira (6), para uma visita oficial ao país. A ministra espanhola pretende reforçar pessoalmente, em Brasília, a intenção de ajudar o Brasil com mais doses para acelerar o ritmo de vacinação. Mas ainda não se sabe de qual laboratório será o imunizante. A escolha vai depender do número de doses que serão entregues à Espanha. González Laya também vai oferecer ao Brasil a vacina espanhola, que está na última fase de ensaios clínicos.

Não é a primeira vez que a Espanha oferece ajuda ao Brasil.  Na semana passada, os europeus enviaram insumos, como medicamentos e kits de intubação ao país, atendendo a um pedido das autoridades brasileiras.

Acordo entre Mercosul e União Europeia está na pauta

González Laya vai, também, aproveitar a visita para discutir o impasse em torno do acordo de livre comércio entre a União Europeia e o Mercosul, considerado estratégico para a Espanha. Ela lembra que o acordo já foi feito, mas o tema sustentabilidade, proteção e promoção do meio ambiente precisa ser melhor discutido. Para ela, as nações precisam assumir um compromisso comum, com regras claras de negociação, a fim de garantir a competitividade.

Entre os ministros que manterão reuniões com a representante espanhola em Brasília estão o das Relações Exteriores, Carlos Alberto França, o da Economia, Paulo Guedes, e a da Agricultura, Tereza Cristina. Arancha González Laya também se reunirá com representantes de empresas espanholas sediadas no Brasil e com diretores da rede de Centros do Instituto Cervantes no Brasil.

Leia mais:
Covid-19: Portugal registra aumento de casos da variante brasileira
Direita vence eleições em Madri com maioria dos votos
Espanha permite que regiões mantenham restrições da pandemia

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.