Viena adota medidas mais rígidas contra o coronavírus em outubro

A partir de 1° de outubro, Viena adotará protocolos sanitários mais rígidos para frear o aumento de casos da Covid-19. O anúncio foi feito nesta semana pelo prefeito da capital austríaca, Michael Ludwig. As novas medidas da capital austríaca, chamadas de “regra 2G”, vão permitir que apenas vacinados e recuperados da doença participem de eventos noturnos para 500 pessoas ou mais. Os restaurantes da cidade não poderão mais aceitar pessoas testadas com exame antígeno. Apenas o teste PCR, com resultado negativo, poderá dar acesso aos locais para pessoas não vacinadas. Já o uso de máscara FFP2 torna-se obrigatório em todas as áreas comerciais.

De acordo com a Prefeitura de Viena, há 8.282 casos de Covid-19 ativos na cidade atualmente. Segundo Ludwig, o motivo para as novas medidas é a crescente ocupação de pacientes mais jovens nos leitos hospitalares, tanto em unidades normais, como em setores de terapia intensiva. No recorte até a data de hoje (23), 1.172.678 de pessoas foram totalmente imunizadas com a vacinação. As recentes mudanças apresentadas pelo governo local não afetam crianças de até 12 anos.

Panorama geral do coronavírus em Viena

Desde o início da pandemia, em março de 2020, até 22 de setembro de 2021, 163.955 casos positivos da Covid-19 já foram registrados em Viena. Ao todo, 2.405 morreram em função da doença, sendo cinco casos recentes. As pessoas recuperadas somam em 153.268.

Entrada de brasileiros na Áustria

A Embaixada do Brasil em Viena afirma que o governo austríaco continua aplicando restrições para entrada de brasileiros no país. Há exceções para casos específicos, como por exemplo, para quem possui visto e residência, ou estrangeiros que estejam em conexões, ou seja sem paradas, pela Áustria.

Compartilhar