Reino Unido impõe quarentena de 14 dias para viajantes

A decisão deve ser acatada por todas as pessoas que entrarem no Reino Unido de avião, balsa ou trem – Foto: Susan Yin

Por Jézica Bruno, de Londres.

Os viajantes que desembarcarem no Reino Unido a partir desta segunda-feira (8) terão que cumprir um período obrigatório de quarentena de 14 dias. A medida é defendida pelo primeiro-ministro Boris Johnson como uma tentativa de reduzir a transmissão do Covid-19.

A decisão deve ser acatada por todas as pessoas que entrarem no Reino Unido de avião, balsa ou trem. Há exceções, no entanto, para trabalhadores que desempenham funções essenciais, como é o caso dos profissionais da saúde ou transporte rodoviário.

A deliberação gerou reclamações por parte de diversas companhias aéreas e empresas relacionadas ao turismo, as quais têm sofrido com os impactos econômicos causados pela quarentena. Contudo, a medida imposta será revista no final de junho.

Fiscalização prevê visitas

Ao entrar no Reino Unido, todos os passageiros terão que fornecer dados através de um formulário para que possam ser monitorados nas próximas duas semanas. Além disso, algumas visitas surpresas poderão ser feitas para verificar se essas pessoas estão cumprindo as regras que estabelecem isolamento total.

Quem não respeitar a decisão pode ser multado em até £1000 mil no território da Inglaterra ou sofrer outras penalidades impostas individualmente nos outros países que fazem parte do Reino Unido. Dessa forma, as regras abrangem também Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte.

Mais de 40 mil mortes

Desde o início da pandemia, já foram contabilizadas mais de 40 mil mortes e 284,8 mil casos de pessoas infectadas em decorrência do coronavírus no território britânico, segundo o Departamento de Saúde. Além disso, mais de 5 milhões de testes já foram realizados.

O Reino Unido ainda não tem data prevista para o encerramento da quarentena, mas tem flexibilizado algumas regras de isolamento em uma linguagem cautelosa. A expectativa é de que alguns estabelecimentos comerciais e igrejas reabram a partir do dia 15 de junho seguindo regras de segurança.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.